A Cidade de São Paulo sedia a 7a Settimana della Cucina Regionale Italiana

Friuli - Venezia Giulia

Friuli - Venezia Giulia: Região da Itália que será representada pelo Restaurante Santo Colomba

A cidade de São Paulo, considerada uma das principais capitais gastronômicas do mundo e a cidade mais italiana fora da Itália, sediará de 22 a 28 de outubro a 7ª edição da Settimana della Cucina Regionale Italiana. Vinte importantes e renomados chefs italianos, um de cada região da Itália, chegam ao Brasil e, durante uma semana, assumem a cozinha de vinte restaurantes italianos de São Paulo, dentre eles o RESTAURANTE SANTO COLOMBA. Em parceria com os chefs dos restaurantes que os hospedarão, prepararão receitas tradicionais e serão os protagonistas deste intercâmbio cultural e gastronômico.

Por sete dias, os clientes poderão provar um menu exclusivo de três etapas no almoço e quatro no jantar. Para cada casa participante, o chef italiano irá propor pratos que respeitam a tradição gastronômica da respectiva região, seguindo o ritual nas mesas de seu país, com entrada (antipasto), massas ou risotos (primo piatto), carnes ou peixes (secondo piatto) e sobremesa (dolce). Ao todo, serão 160 receitas elaboradas com os melhores produtos italianos, entre queijos, embutidos e azeites, combinados com legumes, verduras e frutas selecionados, além de carnes e pescados de todas as origens. Todos os restaurantes participantes, o perfil de cada chef italiano e os pratos elaborados estão disponíveis no site do evento: settimanacucinaitaliana.com.br.

O evento, que tem o objetivo de difundir a cultura italiana no Brasil por meio da gastronomia, foi idealizado pela Accademia Italiana della Cucina e pelo Instituto Italiano de Cultura de São Paulo. É promovido pelo Consulado Geral da Itália em São Paulo, em conjunto com a ITA – Italian Trade Agency, e conta com o apoio de diversas instituições e importantes empresas italianas de alimentos e bebidas.

Com caráter pioneiro, a Settimana della Cucina Regionale Italiana foi lançada oficialmente no Brasil em 2012, com doze restaurantes representando doze regiões italianas. O grande sucesso alcançado pelo evento fez com que o Ministério Italiano de Relações Exteriores o levasse para todos os países em que a Itália possui representação diplomática, com a particularidade que a Settimana de São Paulo é a única que conta com a participação de um chef de cada região.

O momento para a realização da 7a Settimana della Cucina Regionale Italiana não poderia ser melhor, já que 2018 foi considerado o Anno del Cibo Italiano, ou seja, o ano do modo italiano de se alimentar, graças a uma iniciativa do Ministério Italiano das Políticas Agrícolas Alimentares, Florestais e do Turismo e do Ministério Italiano para os Bens e as Atividades Culturais.

“A enogastronomia é um dos elementos que melhor caracterizam a identidade cultural italiana. É o resultado de séculos de tradição na produção de ingredientes e na criação de aromas e sabores, que começam com procedimentos artesanais inventados e aperfeiçoados pelos antigos

romanos e chegam aos dias de hoje por meio da capacidade inventiva de milhões de famílias italianas que, utilizando ingredientes disponíveis na própria região e em diversas épocas do ano, fazem do momento da preparação da comida uma verdadeira liturgia, simples e ao mesmo tempo crucial na vida das pessoas. Esta caracterização regional foi levada em conta na idealização da Settimana, resume o Cônsul Geral Filippo La Rosa.

Chefs convidados e restaurantes participantes

A divisão de restaurantes e regiões é determinada por sorteio, o que fortalece o intercâmbio entre os profissionais e também inspira os pratos que passam a fazer parte do cardápio de cada casa.

O convite aos chefs italianos começa por aqueles que estiveram presentes em edições anteriores. Do time de 2018, sete estão novamente em São Paulo: Paolo Bertholier (Valle d´Aosta) que desta vez está no Buttina; Maurizio Morini (Emilia-Romagna) no Due Cuochi; Achille Pinna (Sardegna) no Maremonti, Andrea Picotti (Piemonte) no Piselli; Barbara Settembri (Marche) no Spadaccino; Pinuccia Di Nardo (Sicilia) no Supra; Massimo Talia (Molise) na Trattoria Fasano.

Entre os que participam pela primeira vez, estão nomes consagrados e promessas da nova geração: Alessio Marrangoni (Abruzzo) no Attimo Per Quattro; Claudio Rocchi (Lazio) na Casa Santo Antônio; Massimiliano Mandozzi (Lombardia) no Friccò; Paolo Masieri (Liguria) na Osteria del Pettirosso; Angelo Fiorisi (Basilicata) no Pasquale; Duccio Pistolesi (Toscana) no Picchi; Gaetano Morese (Campania) no Ristorantino; Manuel Marchetti (Friuli-Venezia Giulia) no Santo Colomba; Antonio Bufi (Puglia) no Sensi; Mara Zanetti Martin (Veneto) para o Terraço Itália; Luca Abbruzzino (Calabria) no Tre Bicchieri; Mario Di Nuzzo (Trentino-Alto Adige) no Vinarium; Andrea Fugnanesi (Umbria) na Vinheria Percussi.

Restaurante Santo Colomba representa a região de Friuli-Venezia Giulia

Manuel Marchetti

O Chef de Cozinha Manuel Marchetti

O RESTAURANTE SANTO COLOMBA e o chef José Alencar recebem, entre os dias 22 e 28 de outubro, o chef de cozinha Manuel Marchetti, dentro da programação da 7ª Settimana della Cucina Regionalle Italiana. Há três ele é chef do Cassa Rossa ai Colli, hotel e restaurante nas colinas próximas de San Daniele del Friuli, localidade famosa pela produção de presunto cru. No início de sua carreira trabalhou em Munique e Londres, voltando para casa em 2002 quando se deu conta que não poderia mais ficar longe de sua terra.

Vinte importantes e renomados chefs italianos, um de cada região da Itália, chegam ao Brasil e, durante uma semana, assumem a cozinha de vinte restaurantes italianos de São Paulo. Por sete dias, os clientes poderão provar menus exclusivos de três etapas, no almoço, e quatro, no jantar (veja matéria ao lado).

Para cada casa participante, o chef italiano irá propor pratos que respeitam a tradição gastronômica da respectiva região seguindo o ritual nas mesas do país, com entrada (antipasto), massas ou risotos (primo piatto), carnes ou peixes (secondo piatto) e sobremesa (dolce). Ao todo, serão 160 receitas elaboradas com os melhores produtos italianos, entre queijos, embutidos e azeites, combinados com legumes, verduras e frutas selecionados, além de carnes e pescados de todas as origens.

Apaixonado pela cultura gastronômica do Friuli, Manuel representou a região em programas da televisão italiana e tem um projeto ambicioso, o “Fogolâr Fùrlan”, para visitar todos os países que receberam imigrantes friulanos e mostrar como a região evolui sem esquecer as tradições do passado. O seu sonho começa a ser realizado em São Paulo, no RESTAURANTE SANTO COLOMBA.


***CARDÁPIO***

ANTIPASTO/ENTRADA

Guazzetto di vongole alla maranese su crema di patate e timo

  • Guisado de vôngoles sobre creme de batatas e tomilho  

ou

Polentina morbida con asparagi e formadi salât

  • Polenta cremosa com aspargos e fonduta de queijo

PRIMO PIATTO/PRIMEIRO PRATO

Tagliolini al San Daniele

  • Massa fresca com molho branco, presunto cru e sementes de papoula

ou

Blecs con sugo d’anatra e porcini

  • Massa artesanal de formato irregular ao molho de carne de pato e cogumelos frescos

SECONDO PIATTO/SEGUNDO PRATO

Branzino in boreto alla graisana con polenta ai ferri

  • Robalo banhado ao molho de ervas, servido com polenta grelhada

ou

Goulash friulano con patate

  • Carne bovina cozida com vinhos, ervas e especiarias, acompanhada de batatas ao azeite e salsinha

DOLCE/SOBREMESA

Trancia di mascarpone

  • A receita do interior do Friuli que deu origem ao tiramisù, com a saboroso combinação de queijo mascarpone, cacau e café

ou

Spiersolade

  • Pêssegos frescos marinados ao vinho e limão, com chantilly e perfume de menta

 

 SERVIÇO:

Prezzo a persona/Preço por pessoa:

Pranzo/Almoço (antipasto, primo ou secondo e dolce/3 pratos):  R$ 115,00

Cena/Jantar (menu completo/4 pratos): R$ 145,00

Bevande e servizio non inclusi/Bebidas e serviços não incluídos